a 'lua' do max martins: uma delas....

 

 
Lua
Compartilhada a taça (a do segredo)
uma suavidade escura beija a verdade
interior. A última
 
A lua quase cheia te interliga a tudo
Ao ancestral tambor tão longe que ela toca
E ela às vezes pára
Às vezes morre
 
Morre no teu beijo
Morre a verdade
e o seu segredo enorme

 
 
nassif jordy(links em anexo) trouxe-me a lua(esta), para este dia. uma das luas do poeta max martins
 
26 Jan 2013
poesia: 'Os morcegos bat' : Nassif Jordy. Os morcegos bat em as as as. Entre a lua cheia. E minha cabeça. Vazia. Os gritos lancinantes da coruja da igreja rasgam as mortalhas e as batinas. Os duros estalidos das. Estrelas
21 Dez 2011
matemático, professor de inglês, letras, jornalismo, imagem(audiovisual e fotografia). residiu nos estados unidos. sendo nativo da televisão, está há 10 anos na tv cultura. da produção e direção do programa sem ...