poesia: 'Os morcegos bat' : Nassif Jordy

Os morcegos bat
em
as
as
as
Entre a lua cheia
E minha cabeça
Vazia



Os gritos lancinantes
da coruja da igreja
rasgam as mortalhas
e as batinas


Os duros estalidos das
Estrelas
se confundem
com os mudos gemidos de
Stela

Enquanto os morcegos bat
em
as
as
as
Entre a lua cheia
E minha cabeça
Vazia

----------------------------------


A morte de Ivan Ilicht

A ponte adiante

fúlmen fulminante
pela mais vaga massa
chega de um futuro que
me passa
infla como glória
o instante da memória
quando
a onda fatal
quebra o laço de cristal
e de um só golpe
caio em calmaria
na estrela mais sombria


Nassif Ricci Jordy Filho

- imagem: cris moreno, Biblioteca da Cultura