antiguidades para gostos refinados. uma questão de hábito

 
[....]a maioria da clientela é de gosto refinado, assim como, arquitetos que buscam peças específicas, enfim, 'os compradores têm o hábito de adquirir antiguidades'[....]

hildemir de araújo freitas, 65, paraense, proprietário da loja de peças antigas e restauro coisapaca, está no mercado há 36 anos, vem da tradição de família, 'meu pai gostava muito de antiguidades e meu avô foi restaurador. em casa vi muita coisa desse tipo e com eles, aprendi a valorizá-las(peças) desde criança', conta-me freitas.

as peças da loja são adquiridas através de leilões fora do estado e também são encaminhadas por amigos antiquários do rio grande do sul, são paulo, rio de janeiro e outras localidades. a maioria da clientela é de gosto refinado, assim como, arquitetos que buscam peças específicas, enfim, 'os compradores têm o hábito de adquirir antiguidades', explica o proprietário da loja.
 
há dez anos que o trabalho de restauro de objetos antigos é praticado na própria loja. 'mas sou colecionador de azulejos(ocupam várias paredes da residência de hildemir freitas) há muitos anos e quando a universidade da amazônia(unama), promoveu o curso de restauração de azulejos com profissionais de portugal, o fiz, e a partir dele, incluí a restauração de azulejos, além dos móveis, relógios e outras peças de antiguidades. inclusive o iphan está fotografando as minhas peças e de outros colecionadores, para um catálogo de azulejaria portuguesa em belém. nunca conferi a quantidade de azulejos que tenho. foram adquiridos de demolidores, principalmente da empresa de demolição que era de propriedade do mestre laurentino, a sansão demolidora', revela-me o restaurador.

indago sobre a preservação de nossa memória. 'a preservação de nossa memória nem existe. o poder público é muito omisso, só aparece quando a desgraça acontece. não há trabalho preventivo. quando surgiu o problema de roubo de azulejos na casa que fica na praça ferro de engomar, amplamente divulgado, por sinal, eu já tinha entrado em contato com o iphan e denunciado sobre o problema, e não só dessa casa, diga-se, como qualquer outra casa antiga que esteja para ser derrubada. ontem, tive informação de que uma casa localizada na travessa rui barbosa, antiga, está sendo derrubada e que foi comprada pelo sesi. o patrimônio foi lá e embargou. mas já anularam a ordem, e vão derrubá-la', declara o antiquário.
 
hildemir freitas também disponibiliza trabalho de impressão em porcelana. os interessados indicam as imagens, ele manda para a fábrica(são paulo), e pronto. desejo atendido.
- entrevista concedida na loja coisapaca(rua conselheiro furtado, 923, próximo cemitério da soledad), em 03/04/2012.