Relíquia: Indexei Walter Bandeira no organizador de memória!

Isso é a cara do Walter. Até depois de morto, completou dois anos no dia 2 de junho, nos faz tirar onda com ele. Reencontrei esse menino no Arquivo de Áudio da Cultura, claro, onde mais? Walter Bandeira trabalhou na Rádio Cultura FM(93,7). E olha que foi citado na entrevista com o Edgar Augusto, do dia 27 de maio. Na verdade, indexaria Walter não como relíquia, o título é apenas uma brincadeira, mas seria 'acervo paraense em vinil único'.

O cantor, professor, compositor e ator Walter Bandeira produziu duas peças de arte na área do áudio: um vinil(Clichê) e um CD(Guardados & Perdidos). O vinil que foi gravado e mixado na empresa RJ Fonográfica Comercial Ltda, apresenta capa do artista plástico Aníbal Pacha e(incrível) ainda dispõe de telefone de contato para shows, não está em CD, e assim, tornar-se obra rara, daí esse acervo ser considerado raridade, principalmente em um dos arquivos da Cultura. 'Um dos arquivos' porque a Cultura dispõe do projeto de Documentação, com bibliotecárias no quadro funcional. Coeli Almeida, 50, Bibliotecária desde 1988 e está há 25 na Cultura, responde pelo departamento Discoteca(+2 funcionários), com o acervo de 16.587 peças auditivas, sendo 4.732(vinil/LP) da FM e 3.303 da Onda Tropical(OT), e mais 9.670(vinil compacto) e 6.894 CD's, além de fitas cassete e dvd's. são mais de 16 mil peças.

Definitivamente, nos organizadores de memórias encontramos as pessoas. Mário de Andrade estava certo!
- entrevistas concedidas no setor, em 08/06/2011.
- imagens Cris Moreno(celular).

* Walter Bandeira nos deixa em 02/06/2009.